Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Bora lá Viajar!

"Traveling – it leaves you speechless, then turns you into a storyteller"

Dom | 25.09.22

Lago Como // Roteiro de 1 dia por Varenna e Bellagio

Joana Lameiras

Varenna.jpeg

 

O Lago Como está na minha bucket list há algum tempo. Se ainda não visitaram, provavelmente já terão ouvido falar, ou visto fotografias - é um lago maravilhoso, rodeado por pequenas vilas encantadoras que oferecem paisagens lindas.

Quando um local é assim tão popular, eu costumo desconfiar um bocadito. Tenho tendência a elevar as minhas expectativas e por vezes desaponto-me. No entanto, posso dizer com toda a certeza que não foi isso que aconteceu neste caso. O Lago Como e as duas vilas que visitei, Varenna e Bellagio, parecem saídas de um conto de fadas e valem totalmente a visita!

É claro, um destino tão bonito tem de ter as suas desvantagens, e neste caso o maior problema são os preços elevados. As vilas que visitei são altamente turísticas, e por isso o alojamento, a comida e os souvenirs são muito caros. No entanto, há sem dúvida maneiras de poupar durante uma visita ao Lago Como, e apresento aqui algumas:

 

  • A minha primeira grande sugestão, e algo que fiz durante a viagem, é ficar a dormir em Milão. Os preços dos alojamentos são, no geral, muito mais amigáveis e há também mais oferta. Milão fica a cerca de 1 hora de comboio das vilas mais turísticas do Lago Como e o preço da viagem (só de ida) é de 6.80€. Recomendo vivamente fazer isto, especialmente se planearem gastar apenas um dia no Lago Como, como eu.
  • Viajar durante época baixa. O Lago Como é tão bonito que vale a pena visitar em qualquer estação do ano. No entanto, diria que é em alturas de calor que melhor sabe passear e por isso recomendo visitar durante a primavera - eu fui em Maio e foi maravilhoso!
  • Visitar vilas menos turísticas. Varenna e Bellagio são ambas extremamente turísticas, por isso acabei por não seguir o meu próprio conselho. No entanto, sei que há outras vilas lindíssimas e que devem valer sem dúvida a visita. Menos turistas e preços mais em conta!

 

Visitei o Lago Como apenas durante um dia e, na minha opinião, é suficiente! Deu para ver perfeitamente bem duas vilas, Varenna e Bellagio, fazendo a travessia entre elas de ferry (15 minutos de viagem e cerca de 2€ ida!). Ambos os locais são pequeninos, e todos os pontos de interesse são perto uns dos outros, por isso é para fazer a pé. No geral, um dia passado de forma excelente, que não consigo recomendar mais!

 

travel.png

   Itinerário

O dia começou com uma viagem de metro até à Estação Central de Milão, onde comprámos os bilhetes de ida para Varenna (6.80€). Optámos por comprar estes bilhetes nas máquinas da estação, mas também é possível comprar online. O benefício de comprar na estação é que o bilhete não tem horas, o que significa que pode ser usado a qualquer momento durante o dia. Os bilhetes online têm associado um horário, mas são ligeiramente mais baratos. Para além disso, os bilhetes físicos (comprados na estação) têm de ser validados em máquinas antes de se entrar no comboio e os bilhetes online não! É preciso ter atenção a isto, pois em várias viagens não validámos os bilhetes, chegando a quase levar uma multa por causa disso…

 

Estação Central de Milão.jpeg

Bilhetes para Varenna.jpeg

 

A viagem de comboio é bem agradável, com vistas muito bonitas um pouco antes de chegar ao destino. Demora cerca de 1 hora e faz-se muito bem!

 

Viagem de comboio para Varenna.jpeg

 

À saída da estação de comboios de Varenna, basta seguir o pessoal todo, ou as placas que dizem “lago”. Depois de uma caminhada de 3 minutos, chegamos ao lago, com vistas simplesmente maravilhosas. Caminhámos um pouco pela marginal, sempre a admirar a paisagem. Aqui fica uma ponte suspensa, a Passeggiata degli Innamorati, linda de morrer! Pelo caminho, existem recantos muito giros e ruas estreitinhas que merecem uma (ou dezenas) de fotos.

 

Caminho até ao Lago Como.jpeg

Vista para os montes, Varenna.jpeg

Passeggiata degli Innamorati.jpeg

Vistas de Varenna

Eu em Varenna.jpeg

 

Eventualmente, chegámos ao Porto di Varenna Riva Grande. Aqui começam a aparecer os restaurantes, bem caros e cheios de turistas. E percebe-se porquê… é um sítio encantador, com casas de todas as cores a embelezar o local.

 

Porto di Varenna Riva Grande.jpeg

 

Um tipo de alojamento (bem caro) que há por todas as localidades à volta do Lago Como são as villas - mansões lindas à beira da água. Para além de dormir nelas, é possível tambem visitá-las. Em Varenna há a Villa Monastero, cuja entrada são 10€. Parece de facto linda, mas achámos os bilhetes caros, e por isso não fomos! Em vez disso, encontrámos uma vista semelhante à vista que se tem da Villa Monastero: um pouco antes de chegar à Villa, há uma tabuleta que diz “200 steps to a romantic view”. Descemos as escadas de pedra e depressa chegámos a um pequeno recanto, com vistas maravilhosas! Recomendo muito espreitarem. Estava praticamente livre de turistas!

 

Vistas.jpeg

Eu e uma amiga em Varenna.jpeg

 

Voltámos um pouco atrás até à Chiesa San Giorgio, uma belíssima igreja numa pequena praceta!

 

Chiesa San Giorgio

 

fork.png  Almoço

Albergo del Sole - Decidimos almoçar mesmo perto da igreja e, com alguma sorte, lá arranjámos mesa. Os preços não eram muito em conta, mas também não eram exagerados e a comida era boa - principalmente a bolonhesa!!

 

Pomodoro em Albergo del Sole.jpeg

Tiramisu em Albergo del Sole.jpeg

 

Depois de almoço, era altura de apanhar o ferry até Bellagio! Fomos até à estação de ferry, onde já tinhamos passado, e metemo-nos na fila para comprar os bilhetes. A fila era longa, e perdemos um dos ferrys por causa disso. Recomendo muito comprar online, para evitar perdas de tempo! 

A viagem de ferry valeu mesmo muito a pena. Ver Varenna ao longe é simplesmente lindo!

 

Vistas do ferry de Varenna.jpeg

 

Rapidamente chegámos a Bellagio, que me pareceu um pouco mais turístico do que Varenna. A grande concentração de turistas está naquela que é a rua mais bonita de todas - a Salita Serbelloni. Recomendo subirem a rua, desde a marginal e, claro, irem olhando para trás para tirar umas fotos! Vale mesmo a pena. Nessa rua, há também muitas lojas de souvenirs.

 

Salita Serbelloni.jpeg

Outra vista da Salita Serbelloni.jpeg

Garrafas de Bellagio.jpeg

 

Ao chegar ao topo, comemos um bom gelado e seguimos para a esquerda, até à Basílica de St. Giacomo.

 

Basílica de St Giacomo.jpeg

Fonte da Basílica de St Giacomo.jpeg

 

Para terminar a nossa visita, passeámos até chegar à ponta da vila, a Punta Spartivento, de onde se pode ver Varenna muito ao longe!

 

Punta Spartivento.jpeg

 

Ao final da tarde, voltámos de ferry para Varenna, para apanhar o comboio para Milão. Infelizmente, não há comboios diretos de Bellagio para Milão, pelo que se tem de voltar sempre a Varenna. No regresso a casa, acabámos por nos enganar no comboio e ir na direção oposta… Por acaso o revisor passou no início da nossa viagem, por isso não foi dramático e não ficámos muito longe. Pagámos foi o custo desta viagem extra, e quase pagávamos uma multa de 100€ por não termos bilhete até lá… o revisor só desistiu quando percebeu que nós nunca iríamos pagar a multa, pois nem sequer vivemos em Itália.

Regressámos a Milão cansadas mas super felizes e realizadas! O Lago Como é um destino lindíssimo e para mim é dos sítios mais fotogénicos a que alguma vez fui na Europa! Fiquei com uma vontade enorme de alugar um barco para explorar o lago de uma forma diferente, algo que definitivamente farei no futuro, com mais dinheiro!

 

Guarda este post no Pinterest!

Um dia no Lago Como.png

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.